14.2.12

Cristãos na Índia: Os Dalit

A Índia tem fama de ser a maior democracia do Mundo!

Nada mais errado.

Democracia significa igualdade de todos os cidadãos: perante a lei, perante os Tribunais, na saúde, na educação, enfim, na totalidade dos direitos cívicos.

Não é isso que acontece na Índia.

Tendo como base o Hinduísmo, "religião" politeísta, e que divide e estrutura a sociedade em castas, a Índia, com os seus mais de 1.100 milhões (mil e cem milhões ) de habitantes está formatada em cinco castas: a superior tem todos os direitos, os seus membros estão no topo da economia, da política, das forças armadas, etc.

Pelo contrário, a casta inferior, os "DALIT", não têm, na prática de origens ancestrais, quaisquer direitos: são considerados piores do que os animais "sagrados", como as vacas.

Embora a Constituição da União Indiana tenha abolido o sistema de castas em 1950, a realidade demonstra que, no dia a dia, na vida real e concreta, os preconceitos contra os "Dalit" ainda são muito fortes.

É normal ver seres humanos moribundos no chão das ruas e estradas ao abandono, sem qualquer apoio ou ajuda, com total desprezo de quem passa, atitude execrável para com os "Dalit".


Foi para ajudar esses seres humanos que a Madre Teresa de Calcutá deu a sua vida e obteve meios para construir abrigos e dar cuidados de saúde e bens essenciais aos "Dalit".

A Igreja Católica continua essa tarefa gigantesca, esquecida e censurada pela hipocrisia, o pedantismo, o snobismo dos "media" ocidentais que desprezam profundamente quem sofre e quem cuida dos mais pobres...atitudes que só demonstram a falta de humanismo e de valores civilizacionais de quem domina as redações mediáticas...

Etiquetas: , , , , ,