28.3.08

Tolerância Islâmica

Post recomendado especialmente a Miguel Portas, Cláudio Torres, Adalberto Aires e todos os jovens tótós e pedantes que gravitam à volta do BE.

Haji Dastgir Khan, afegão, responsável por uma empresa de logística, esteve dez dias preso em condições desumanas no Afeganistão por ter levado bebidas alcoólicas às tropas espanholas aquarteladas na base de Qala-e-Now, a oeste de Cabul.
O Islão, como se sabe(?), proíbe o consumo de bebidas alcoólicas.

Israel concedeu anteontem autorização de residência temporária a um palestiniano homossexual que invocou correr risco de vida na Cisjordânia Palestiniana.
O homem, de 33 anos, cujo nome não foi revelado por razões óbvias, vive com um israelita há oito anos, e sentia-se coagido constantemente, temendo pela sua vida face aos rigores do Islão.

Notícias retiradas do CM de 26 de Março, escritas em poucas linhas, não vá o islão "moderado" sentir-se insultado.

Etiquetas:

11 Comments:

Blogger magdalia said...

Bom dia,
Gostei muito do seu blog. Por acaso, não conhecia. Digo por acaso uma vez que ando sempre a explorar blogs. É a minha rotina diária!
Muito bom. Também vou visitar com regularidade.

Cumprimentos e continue!

28/3/08  
Blogger Xisko the kid said...

infelizmente estamos a julgar todo o mundo muçulmana tomando como bitola os extremistas, é pena que assim seja, saindo desta espiral são dos povos mais hospitaleiros e amigaveis que conheci.

28/3/08  
Blogger linfoma_a-escrota said...

subscrevo a maddália mas,,, em jeito de resposta pouca pronta a uma leitura diagonal de todos os posts... se o tibete instaurasse o comunismo bélico será que o raio dos eunucos poderiam finalmente viver uma ociosa vida unica de desprazer material e esporrar na espiritualidade como se não houvesse amanhã e a alma morressse com o corpo?

será que se saddam não tivesse sido invadido em nome da democracia bisbilhoteira (e etnocêntrica obviamente, como se uma civilização de shopping malls fosse "essencial" para u livre-arbitrio de uma nação), teria morrido tanta gente num curto espaço de tempo de 5 aninhos? porque é que a américa não defendeu timor (interesses?) e todos os outros países com os direitos humanos em risco? porque é que a américa só sabe defender matando? porque é que nascemos e continuamos a procriar um consumismo plástico, que adoramos pregar que somos anarquistas engolindo coca-colas para a ressaca? para quando um boicote TOTAL das grandes marcas? para quando um revivalismo arcaico e uma comunhão e respeito pela deitidade da natureza? o meu dinheiro só vai para quem conheço o nome...


e sim, o b.e. é um antro de pseudo-mel de politicos frustrados e oradores adjectiváveis, mas não acham mais produtivo unir-mo-nos em vez de nos andarmos a dar caldos uns aos outros quando pensamos todos o mesmo, enknt os jota ésse dês andam em campanha para comer e beber bem e engatar negras e vir-lhes para cima da cara no dia seguinte, a escravidão continua upon us all...

e o ódio intrinseco ao mário soares provém donde hã? preferem o poeta menor de rima infatilóide do manel triste? é o mal agradecimento generalizado das boquinhas ouvidas à mesa do lanche dos tios de cruz ao peito e pelugem traumatizada pelas dunas angolanas? diamantes... fundações para branquear dinheiro? demasiados filmes como sempre... preferem os sibilares de boliqueime? a iliteracia é reconfortante não é? não causa mossa, faz-nos sentir maiores do que alguma vez seremos, não?

a inteligência tantas vezes mascarada de arrogância, o mesmo sindrome de edipo de querer dormir com a mãmã e ter direito exclusivo do seio esquerdo, vejamos tudo em perspectiva, com muito amor, e lsd grátis para os menores...

fika bem baby ;)

* **

28/3/08  
Blogger Suzi said...

Os extremistas, sejam religiosos, políticos, sociais... são sempre exagerados.

De outro giro, posso me lembrar das minhas aulas de sociologia, em que ouvi dizer "a felicidade é uma questão geográfica".

E, por fim, me ocorre um outro exemplo de intolerância (pouco ou nada aludido) da nação "mais livre" do mundo (no discurso), mas que proíbe seus nacionais de visitarem Cuba, por exemplo, punindo-os com aplicação de multa pela visita à Ilha.

Que mundo é esse??

28/3/08  
Blogger osátiro said...

Magdália, tb irei visitar o seu blog.

28/3/08  
Blogger osátiro said...

Xisko, a poligamia, subalternização das mulheres, proibição do álcool é comum a todo o Islão.
Depois, há as burkhas, o apedrejamento de mulheres-no Irão e Nigéria muçulmana, por exemplo- que é + extremista.
E ainda há os terroristas disfarçados de jyadistas...
Abraço

28/3/08  
Blogger Xisko the kid said...

osátiro, lá está, uma visão fundamentalista.

28/3/08  
Blogger osátiro said...

Linfoma, creio que há muita confusão nesse comentário.
Vamos lá então:
O q dizes sobre os "eunucos" não justifica 1 milhão e 200 mil mortos; a não ser que a vida humana não tenha valor e, nesse caso,estaríamos pior do que na idade da pedra!!!
Quanto às mortes no Iraque nestes 5anos, esquecem criminosamente a mortandade causada por Saddam enquanto foi ditador.Hipocrisia execrável!Aliás, o ódio entre xiitas e sunitas tem 1400 anos; não começou com Bush: só agora é que se fala nisso?Hipocrisia insuportável!
Os EUA Ajudaram TImor após o referendo. Mas o problema não é esse: antes do 25 de Abril, não havia grupos de "libertação" em Timor; só começaram nessa altura e logo com guerra civil( como em Angola e Moçambique); os principais culpados são os que fomentaram o ódio a divisão e a guerra civil e a consequente invasão indonésia: é muito bom saber HIstória!
Não bebo coca-cola( mas quem quiser é livre de o fazer: não é isso o livre arbítrio?), nem alinho am revivalismos arcaicos: para isso, basta a lapidação das mulheres no Islão que é esquecida de maneira nojenta por supostos "progressistas".
E união com BE, PCP e quejandos, nem pensar: Coreia do Norte democracia???Vão gozar com as mães deles.Defender a "civilização" do Islão: burkhas, lapidação de mulheres e poligamia? Isso é pedra lascada!
E não há ódio a M.Soares: são factos históricos verdadeiros!
Quanto ao édipo, até me rio; devolvo a insinuação...E nem sei a que propósito vem isso.
Aliás, se há betinhos de caviar é pelas bandas da esquerda: eu trabalho desde os 15 anos e não me revejo nessa atitude de viver à custa da sociedade( capitalista) que tanto criticam...Há uma palavra em bom português para essas pessoas:viverv à custa de ...

Bjks baby

28/3/08  
Blogger osátiro said...

Olá Susi, comparar a liberdade dos EUA com a de Cuba ou TIbete...francamente.
E tens a questão ao contrário: o q há é milhares( ou milhões) de cubanos a querer fugir para os EUA-arriscando a vida no oceano onde muitos morrem, ou a prisão em CUba--e não o contrário.
Ainda agora 6 jogadores de futebol de Cuba pediram asilo polítoco nos EUA.
No princípio dos anos 8o, FIdel abriu sem querer as fronteiras e fugiram centenas de milhar; foi preciso um acordo para parar a sngria...
E a hipocrisia de CUba vai tão longe que aceita os $ dos exilados políticos para as suas famílias, mas chama os nomes todos aos EUA.
E Fidel devia agradecer que os americanos não visitasem CUba, pois eles são símbolo da podridão capitalista:livram-se dessa praga!!!
Ciao.
Mas aprecio o teu blog e vou voltar.

28/3/08  
Blogger osátiro said...

Xisko, o Islão é que faz aquelas maravilhas e eu é que sou fundamentalista???
Estás abrincar..
Artº 83º do Código Penal do Irão:
A mulher que tiver relações sexuais fora do casamento( ou divorciada) é enterrada até ao pescoço, e morta à pedrada( com pedras pequenas, para a festa durar várias horas...).
O mesmo se passa na NIgéria muçulmana, e não na NIgéria CRistã, apesar do Cristianismo ser a fonte de todos os males!
Onde está a selvajaria e o fundamentalismo?

28/3/08  
Blogger Xisko the kid said...

osátiro,
Só hoje pude cá vir continuar a nossa conversa.
Eu vivi no Irão, na Jordania e na Arábia Saudita.
Não te vou conseguir explicar a tolerancia e as boas maneiras que eu, como ocidental, fui recebido por aquela gente.
E acima de tudo a dignidade e a vergonha por Osama Bin Laden ser visto como uma religião.

31/3/08  

Enviar um comentário

<< Home