6.5.08

Felgueiras: Tudo É Banal

O julgamento do caso de Fátima Felgueiras e do chamado "saco azul" continua devagarinho, com pouco impacto televisivo, e sem "especialistas" a explicarem nos telejornais aquilo que se passa no Tribunal; ao contrário, por exemplo, do caso Maddie que está em segredo de justiça mas em que os "culpados" já foram condenados na praça pública!
Em Felgueiras, Armando Vara testemunhou, com o ar mais cândido possível, que era normal nas campanhas eleitorais haver contas paralelas!
Assim, sem mais!
Afirmação gravíssima pelo que retrata da transparência partidária, do financiamento das campanhas, do respeito pelo Tribunal Constitucional e dos próprios fundamentos da democracia e da legitimidade dos eleitos.
Não sei se os juízes do Julgamento lhe perguntaram quais os exemplos que sr(dr) Vara sabia -para se iniciarem novos processos-( a imprensa que li nada referia), mas aquilo que pretendia ser uma defesa da Fatty acabou por descobrir uma nódoa negra do nosso sistema eleitoral.
Então as contas que são enviadas para o Tribunal Constitucional não passam de um amontoado de mentiras, no dizer do sr. Vara! Limitam-se a demonstrar que cumprem os limites-quando cumprem-, mas há outros dinheiros que andam por contas clandestinas, subtraídas ao poder legal.
Assim se compreendem muitos cartazes e panfletos distribuídos por esse país fora, de todos os partidos, que, bem contabilizados, assumem valores exorbitantes.
E aquilo que o sr. Vara disse era sobre o PS ou ele sabia dos outros partidos?
Isto sim merecia investigação jornalística profunda.
Provavelmente, nunca se irá fazer!

Etiquetas: , , ,