21.5.08

Obra Social da Igreja

Em Espanha, Zapatero tem levado a cabo uma política de perseguição à Igreja Católica só porque esta teve o desplante de discordar do governo nas leis sobre homossexuais e divórcios--como se a discordância não fizesse parte fundamental da democracia.
A Igreja Católica não é obrigada a concordar com o governo do PSOE; e não tentou nenhum golpe de Estado. Deve ter direito a defender aquilo em que acredita.
Curiosamente, Zapatero nem toca no Islão( em Espanha já há mais de 1,5 milhão de muçulmanos, com tendência para aumentar); ora sabe-se muito bem o que acontece, por exemplo, aos homossexuais nos países islâmicos.
Na sua "Aliança de Civilizações" não faz qualquer reparo a essas torturas, à poligamia, ou à lapidação de mulheres!
É o que se chama cobardia.
Será porque o atentado da Al Qaeda em 11 M levou muitos espanhóis a votar PSOE?
Segundo o jornal "La Razón", a Igreja Católica em Espanha é um autêntico Ministério da Solidariedade Social--como aliás, em todo o Mundo!
Senão vejamos:
-4492 Centros de Apoio Social que cuidam de mais de 1,9 milhão de idosos e doentes por ano.
-84 Hospitais, 900 centros para idosos, doentes e deficientes.
-259 Orfanatos frequentados por mais de 26 mil crianças.
É esta obra social que enfurece Zapatero-mais preocupado com os homossexuais e em não tocar no islamismo.

Etiquetas: ,