6.11.08

Selvajaria Islâmica

Selvagens!
É o mínimo que se pode dizer!
Na Somália, uma adolescente de TREZE anos foi violada. Dirigiu-se a um "tribunal" para denunciar os criminosos.
Mas foi acusada de "adultério"!!!
E morta á pedrada.
Cumpriu-se a "SHARIA".
E a vontade de Maomé!
E há quem defenda esta "civilização"!

http://www.fatimamissionaria.pt/noticia3.php?recordID=17069&seccao=3
http://www.amnesty.org/en/news-and-updates/news/child-of+-13-stoned-to-death-in-somalia-20081031

Etiquetas: , ,

17 Comments:

Anonymous vitor m said...

Na minha área ideológica (muito diferente da tua...) não conheço ninguém a quem estes actos não repugnem e que os não condene veementemente. E que não desaprove a falta de respeito por direitos humanos básicos que se verifica ainda nesses países.
Mas os cristãos também fizeram disto e muito mais, há séculos atrás. Ou não?
A memória cristã é efectivamente muito curta.

6/11/08  
Blogger sofialisboa said...

selvajaria...

6/11/08  
Blogger Joana said...

Selvajaria repugnante seja qualquer ideologia religiosa. Certo é que nenhuam pode atirar pedras ao ar.

6/11/08  
Blogger Jacinto Figueiredo said...

Pois... há forma de pensr e de agir que nuns paíse é crime noutros nem tanto.

6/11/08  
Blogger almàjanela said...

na verdade, é repugnante, é impensável e todos, no perfeito juízo das suas capacidades, deve levantar a voz no sentido da condenação de tais actos.

parece-me, no entanto, que esse acto de condenação bastaria por si, enquanto mentes iluminadas pelo século 21 e por análise de factos que remontam a séculos de experiência, de balanço dos actos do ser humano.
neste caso, sendo um católico a denunciar este acto, não vejo por que razão se deva recorrer à referência aos actos de cristãos e/ou outros só porque é alguém cristão e/ou outro a denunciar a selvajaria.
porque entendo que é suposto aprendermos com os erros dos nossos ou alheios e isso não nos tira o direito de denunciar práticas semelhantes.
uma coisa não desculpa a outra mas também não deve aumentar o seu peso no que respeita a culpa.
não é a origem que deve ser julgada e criticada/condenada mas o objecto em si.

parabéns, osátiro.

beijinho tb.

6/11/08  
Blogger osátiro said...

VM, a sua área ideológica só se lembra do Islão para condenar os USA.
Viu algum órgão de comunicação social ou algum político a denunciar isto?
É prática corrente no Irão e em muitos países islâmicos.
a sua área só grita "Irão" por causa do W.Bush!
De resto, silêncio absoluto!

Tal como com o Afeganistão dos Talibãs: quando Bush invadiu, PCP;CGTP;MDM(incrível, não é???) e camaradas foram logo para a rua.
Mas estiveram quietinhos no tempo talibã.

7/11/08  
Anonymous Anónimo said...

Meu querido Osátiro: você para mim faz parte da minha lucidez.
Mas convenhamos, é um bocadinho parecido comigo, "tem o coração perto da boca". Acho bem que se denuncie, mas se for de uma forma menos agressiva......................
Peço desculpa eu raramente, comento a sua parte, mas leio-o sempre. Com isto não quero dizer que está errad0(meu deus ,não uma criança, é sempre uma CRIANÇA), mas se o assunto fosse falado com mais subtileza, e não com a ferocidade que lhe vai na alma?
não nos deixe, para mim tem dias que é a minha consciência, só acho que deve pronunciar-se com mais calma. Mas continue por favor

7/11/08  
Blogger osátiro said...

O curioso, e significativo, é que estes assuntos estão amontoados nas toneladas de lixo que a esquerda tem debaixo do tapete.
A ver se ninguém dá conta.
E quando alguém os denuncia, dizem: AH!, mas os Cristãos também.
O que é uma forma de desculpar e "compreender".
Meu caro, os Cristãos não "fizeram isso e muito mais".
Aprenda um pouco de História e saiba como se deu o expansionismo Cristão e o islâmico(ou estalinista ou maoísta, foram selvajarias semelhantes...) e quem disse a célebre frase "Quem nunca pecou que atire a primeira pedra", há DOIS MIL ANOS.
E os crimes do Cristianismo nunca foram ao ponto de matar raparigas violadas, muito menos à pedrada.
Antes pelo contrário, eram socorridas e as crianças (quando havia) salvas e tratadas, o que deu origem-entre outras aos célebres expostos.

Mas compreende-se que as selvajarias islâmicas causem incómodo e nervoso miudinho à esquerda: fazem mais ou menos o mesmo.

7/11/08  
Blogger osátiro said...

Estimado(A) anónimo(a):
Agradeço as palavras simpáticas.
Obviamente, não vou parar: já tenho mais alguns posts alinhavados.
Esta crueldade não tem adjectivos no dicionário.
Nem fui muito agressivo: o post tem poucas linhas.
Imagine que esta tradição era prática Cristã: está a ver a gritaria, as TVs a inundar telejornais, milhares em manifs...
E quando falo nos defensores desta "civilização", é pq eles existem, escrevem,"ensinam", falam, fazem programas de TV ( à custa dos nossos impostos...)...
como se a civilização árabe fosse a melhor do mundo!
E começa a haver actos semelhantes entre as comunidades imigrantes na UE.
Nunca é demais denunciar.

7/11/08  
Anonymous vitor m said...

Caro Sátiro, embora possa ser irrelevante, informo-o de que a minha área se não situa nas organizações por si referidas.
A esquerda é muito plural, acredite...

7/11/08  
Blogger Juan said...

Estimado Osátiro:
La noticia estremece. Pero es que el Islam es muerte, superstición destructiva y desolación. Y curiosamente, la izquierda coquetea con los seguidores de los embustes de Mahoma ¿por qué? ¿predica la igualdad de la mujer el Islam? ¿la libertad?... Tal vez, es que la izquierda el mahometanismo comparten los mismos odios: la libertad individual y la cultura occidental.

7/11/08  
Blogger osátiro said...

Amigo Juan:
estamos de acordo. a esquerda e o islamismo convergem no ódio ás liberdades individuais, tolerância, respeito pelos direitos humanos, em suma.
Saludos

8/11/08  
Blogger osátiro said...

Jacinto:
será que leu bem o post?
Uma rapariga VIOLADA foi condenada a MORRER À PEDRADA!

8/11/08  
Blogger MSantos said...

Aconteceu na Somália. Podia ter acontecido na Arábia Saudita, Paquistão, etc.

Acontecerá em qualquer lado, desde que a religião tome as rédeas do estado.

Mesmo a religião católica, mais benevolente, já demonstrou grandes propensões para a selvajaria no passado.

As escolhas ou não de fé, são do íntimo de cada um e não devem passar esse âmbito.

9/11/08  
Blogger MSantos said...

Mais uma coisa: para os que tentam associar a defesa destas barabaridades á esquerda, de relembrar que os EUA são aliados de alguns regimes deste tipo, e não têm qualquer consideração moral por isso.

Qualquer pessoa seja de esquerda ou direita, com a devida honestidade intelectual repudiará este tipo de selvajarias

9/11/08  
Blogger osátiro said...

msantos: é fácil ver ateus e pessoas de esquerda a defenderem e desculparem a "cultura" e "civilização" islâmica. Todos os dias se lê ou ouve nos media; basta estar atento.
Quanto aos USA, é comum acusarem de ser aliados dos Sauditas: mas isso somos todos, e não significa concordar com as selvajarias que fazem.
Aliás, os relatórios anuais de Dep de Estado USA sobre direitos humanos é sempre bem crítico para os Sauditas.
Acontece que eles produzem DEZ MILHÕES de barris de petróleo/dia.
Se baixarem para metade, o petróleo atinge preços astronómicos com problemas graves para todo o Mundo, a começar pelos mais pobres, como se viu há poucos meses.
Tenho um post sobre issso: "Ainda o petróleo".

10/11/08  
Blogger osátiro said...

msantos: sobre a ICAR.
É sempre o problema da Inquisição: pois estudos mais do que imparciais dizem que desde o séc XVI-qdo foi criada- até acabar, matou em Portugal pouco mais de 2 mil pessoas, de 18 mil processos.
Mas nunca foi ao ponto de matar raparigas violadas: antes pelo contrário, recolhiam os bébés e criavam-nos.
Os condenados eram acusados de crimes, segundo as leis da época, mas não havia a selvajaria de matar à pedrada raparigas violadas ou acusadas de relações ilícitas.
Aliás, nenhuma organização está livre de ser acusada de crimes: a revolução francesa inventou a guilhotina para despachar com rapidez as filas de condenados.
Em 2 ou 3 anos cortou a cabeça a perto de 20 mil.
Sobre Estaline, Mao, etc nem se fala.
Mas no séc

10/11/08  

Enviar um comentário

<< Home