10.3.09

O BE e o Presidente de Angola

Hoje em dia a diplomacia é cada vez mais a diplomacia do dinheiro, dos negócios e dos interesses. Não admira, por isso, que a visita do Presidente angolano esteja a ser saudada por quase todos os partidos políticos. Na recepção que teve lugar na Assembleia da República, apenas o Bloco de Esquerda esteve ausente. As razões invocadas foram a falta de democracia em Angola e o facto de o seu Presidente se encontrar há 30 anos no poder.
O Bloco de Esquerda é um partido sui generis. É um albergue de ideologias, desde maoistas a trotskistas, tudo se agasalha naquela casa. Verdadeiramente, não conheço a ideologia desse partido nem o seu conceito de democracia. Arregimenta, em momentos de crise, um número cada vez maior de descontentes que não se revêem nos partidos tradicionais. Lembra o Partido Renovador Democrático (PRD), de inspiração eanista, que rapidamente se esfumou. Suspeito que aspira ao poder, apesar de o negar. E as próximas eleições legislativas, sem maioria absoluta do PS, se verá até onde irá a coerência de Louça e companheiros. Aliás, essas clivagens entre os bloquistas são bem visíveis no que se passa na Câmara de Lisboa onde o amigo Zé foi excomungado logo que cheirou o perfume diáfano do poder.

Etiquetas: ,

6 Comments:

Anonymous toino do campo said...

Mas... explica lá: discordas do Bloco de Esquerda quando invoca as razões que invocou para não estar presente? Achas que o regime angolano é exemplo de democracia? Ou gostas é de malhar nos sujeitos e nas sujeitas do Bloco só por serem do Bloco, mesmo quando têm posições correctas? Ou já não malhavas, se tivessem estado presentes, ao lado dos PS(D), Cavaco incluído?

Estas tuas ambiguidades...

10/3/09  
Blogger Vítor Amado said...

Eu acho esta posição do bloco hipócrita..só isso.Quantos ditadores já cá vieram e não vi a mesma atitude por parte do BE.

10/3/09  
Anonymous Anónimo said...

Seria curioso também saber a posição da dita gente bem pensante se Pinochet fosse vivo e cá viesse fazer uma visita.

11/3/09  
Anonymous vitor m said...

Discordo, VA!
Naturalmente a posição do bloco em relação à (ainda) falta de democracia em Angola contrasta com a incoerência do PSD que bate em todas as ditaduras, mas não nesta, por causa de interesses económicos conhecidos. Ou não?
Sócrates faz o mesmo com Chavez e outros...
Aqui sim há hipocrisia, incoerência, desonestidade.
Quanto à falta de ideologia única no bloco, essa é a principal razão porque me seduz...

11/3/09  
OpenID pedronunesnomundo said...

também eu já andei a pensar nessas coisas

http://pedronunesnomundo.wordpress.com/2009/03/11/o-esquerdista-em-mim/

:)

grande abraço

12/3/09  
Anonymous Anónimo said...

gostava de saber (reconheço q não sei...) se FLouçã, MPortas, FRosas, JSemedo pensavam o mesmo sobre Angola qdo estavam no PSR e no PCP... Convém lembrar q o BE, mais Ana Gomes, Soares... são os maiores defensores da barbárie dos Ayatollahs, talibãs e quejandos, mto piores q os tiranos marxistas-leninistas do MPLA.

14/3/09  

Enviar um comentário

<< Home