28.9.08

A menina Vera

Não conhecem a Vera? Não sabem o que perdem! É uma menina prendada. Filha de boas famílias, passou parte da sua juventude em palácios, percorreu o mundo em recepções a chefes de estado e monarcas. Estudante esmerada, concluiu o curso de direito com a classificação de 10 valores.
Como qualquer mortal, teve de fazer pela vida. E é nesta altura que se conhecem os amigos. Então não é? Conversa para aqui, telefonema para ali, e a doutora, menina ainda, consegue uma assessoria. O ministro da presidência, Silva Pereira, mostra toda a sua filantropia, aceitando-a no seu gabinete.
Ah, esquecia-me de um pormenor. De somenos importância, digo eu. O papá da menina chama-se Jorge Sampaio e foi Presidente da República deste sítio cada vez mais mal frequentado.
( Agradeço à Maria da Luz a informação. Beijo.)

Etiquetas:

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Será que os assssores deverão ser de confiança política ou não?
Num cargo político, quem aconselha não deverá ser da total confiança do seu suprior?
Esta é a primeira questão que se deve colocar?
Se a resposta é sim, acaba a discussão. Se a resposta é não, então algo mais se pode discutir.
E então ataque-se O ministro e não a nomeada.

Depois segue-se a mentira descarada para tentar justificar o ataque.
A nota de Vera Sampaio não foi 10, mas bastante mais elevada. Alías, para quem não saiba, e isso fazia parte da noticia,ela é docente universitária, acumulando funções.

28/9/08  
Anonymous Anónimo said...

errata
"assessores" "superior" " aliás"

28/9/08  
Blogger Vítor Amado said...

anónimo: concedo que a nota da menina esteja errada; não li a notícia, confio(ei) na pessoa que ma enviou.Se errei, as minhas desculpas. Quanto ao resto, mantenho o que disse. Em Portugal, quando se quer arranjar mais um "tacho" bem remunerado, bate-se à porta dos amigos. As assessorias devem ser da confiança do ministro quando são necessárias. Será o caso desta??? Duvido. Este governo, à semelhança de outros,usa e abusa da situação.E vários exemplos têm aqui sido dados. Vide o caso do irmão de Paulo Pedroso, no caso do ministério da educação.É fartar vilanagem.

29/9/08  
Anonymous blowjobs for the boys! said...

O anónimo, revoltado como ficou com as enormidades que foram aqui ditas sobre a Verinha, também deve ser um "boy".

29/9/08  

Enviar um comentário

<< Home