11.9.08

TWIN TOWERS Ataques às Torres Gémeas (III)

Continuando a dissertar sobre a ideologia extremista e terrorista islâmica, iremos ver excertos de um discurso de noventa minutos de Ossama bin Laden, de 18 de Julho de 2003, divulgado em vários boletins islâmicos na internet e traduzido pelo "Middle East Media Research Institute", sobre o significado da "jihad".

"Sem hijira e jihad, nenhum estado islâmico surgirá.
Para estabelecer o Estado Islâmico, tem de haver cinco condições:
-um grupo;
-audiência;
-obediência;
-hijira;
-jihad.
Estamos numa situação em que já não temos um país ao qual possamos fazer hijira. Alá decretou que houvesse acontecimentos no Afeganistão e a URSS atacou.
Os cruzados renunciaram à sua resolução de impedir o estabelecimento de um estado islâmico, por causa do medo que tinham da URSS. Não tinham outra opção senão repelir a URSS por todos os meios, mesmo por meio dos "mujahidin", os fundamentalistas e os jovens guerreiros jihad do Islão.
Assim se abriu a porta. Mas, infelizmente, uma década depois, a nação islâmica não cumpriu.

(Mais uma vez a referência à invasão do Afeganistão pela URSS como aglutinador do renascimento da "jihad").

"Depois, Alá tornou possível estabelecer o Estado talibã...Manteve-se no poder seis anos. Mas as pessoas mantinham-se cativas dos meios de comunicação mundiais, que lançaram um ataque sobre os talibãs e prejudicaram a sua reputação.
O Estado talibã desapareceu e os países do mundo islâmico não levantaram um dedo. Estou convencido que, graças a Alá, esta nação tem forças suficientes para estabelecer o Estado islâmico, mas temos de dizer a estas forças que esta é a sua obrigação."

(Lamentos pela derrota dos talibã pelos USA; curioso que ainda se ouve e lê choradeiras por isso, mesmo de pessoas que se afirmam democratas e, claro, "antifascistas". Recorde-se que em Portugal se realizaram manifestações contra a invasão do Afeganistão lideradas pela CGTP e, imagine-se, MDM. Ou de como o estalinismo e o terrorismo islâmico andam de mãos dadas...)

"A jihad continua a ser um mandamento a que cada muçulmano está pessoalmente obrigado.
Os clérigos são prisioneiros e reféns dos tiranos; isto é pior quando o falso testemunho (dos clérigos) vem da casa de Al-Haram ( a Mesquita em Meca) e da Caaba (a pedra negra sagrada em Meca)...O mínimo que se pode dizer dos clérigos, tal como o xeque Muhammad bin Abd Al-Wahhab disse, é que são corruptos."

(Aqui condena os clérigos sauditas de Meca; no entanto, invoca Wahhab que formou uma corrente que predomina na Arábia Saudita. Parece, pois, haver uma certa contradição)

"Temos de centrar a nossa atenção em fazermos da jihad o ponto de partida por amor a Alá, prevenindo-nos contra aqueles que se abstêm da jihad e hijira, por Alá.Tudo isto é obrigatório na presente situação."

Num próximo post, referiremos um discurso de bin Laden ao povo dos USA datado de 29 de Outubro de 2004. Nele, Ossama admite que a "Administração da Casa Branca" não perdeu a guerra; mas gaba-se dos muitos milhares de milhões de US$ gastos com o 11 de Setembro e as guerras do Afeganistão e Iraque.

Etiquetas: , , ,

5 Comments:

Anonymous Martha Colmenares said...

Hola Osátiro.
Muy bueno, lo enlazo a mi entrada.
Un abrazo, Martha

11/9/08  
Blogger Alí Reyes H. said...

Saludos desde Venezuela

Lo que planteas es dramático y lo peor es que nosotros, los latinoamericanos, no estamos fuera de esa amenaza

11/9/08  
Blogger Pelos caminhos da vida. said...

Obrigado pela visita!

Um terrorismo que o mundo nunca vai esquecer.
Volte sempre,serás bem vindo.

beijooo.

12/9/08  
Anonymous Anónimo said...

Sátiro: vais votar no Obama ou no McCain? Não te abstenhas, que a grande nação americana precisa de ti.

12/9/08  
Blogger osátiro said...

anónimo, parece ter piada, mas está enganado. Eu até já escrevi na net k era preferível k Obama ganhasse... E pq não pergunta isso aos obamamaníacos, como se chamam a eles(as), k se fartam d insultar a Sarah? Esses(as) é k dizem k o mundo acaba se o McCain ganhar...

13/9/08  

Enviar um comentário

<< Home