7.2.08

Insanidade Mental em Bagdad

O último grande atentado terrorista no Iraque foi perpetrado por duas bombistas-suicidas doentes mentais! E as bombas foram detonadas à distância!
Com certeza em relação aos cabecilhas se pode colocar a pergunta: serão também doentes mentais?
Neste ponto, o terrorismo utiliza os meios mais bárbaros e desumanos que a imaginação cria.
O DN de hoje ilustra este execrável modo de agir com fotos de vídeos da Al Qaeda de treinos de crianças-suicidas.
Com a dimuição drástica de atentados no Iraque, o terrorismo precisava de mostrar que está vivo; para iludir a segurança, nada melhor do que crianças e doentes mentais.
Entretanto, esta "táctica" não obteve da comunicação social o relevo que merecia: se fosse o Bush, estariam as ruas cheias de manifs;mas as crianças e os doentes mentais do islão podem servir de explosivos porque os "progressistas", "defensores" dos direitos humanos e da paz mantêm um silêncio também criminoso e execrável.
E ainda querem dar lições de "humanidade"?

Etiquetas: ,

12 Comments:

Anonymous toino do campo said...

Pois então que fique claro e nada silencioso: eu, que sou ferranhamente anti-terrorismo-Bush (designadamente no que se refere à invasão do Iraque, que está agora pior do que antes da invasão); eu, que sou progressista, com aspas ou sem elas; eu, que sou defensor, sem aspas, dos direitos humanos e da paz; eu TAMBÉM sou ferranhamente anti-utilização das crianças para este fim ou para outro qualquer do género; sejam essas crianças árabes ou de um outro país qualquer dito democrata, com aspas ou sem elas (na maioria dos casos, talvez com muitas aspas).

7/2/08  
Blogger Vítor Amado said...

Se fossem mulheres e criancinhas católicas,seria o regresso da barbárie. Assim, a culpa é sempre do mesmo.Bush,esse mesmo.

7/2/08  
Blogger osátiro said...

Exactamente toino: até agora tudo calado.
Depois do post, armam-se em humanistas!
e o resto da cambada ainda está calado.
E já agora, a guerra contra Hitler e Mussolini também foi terrorismo?
Ou o Saddam era um democrata?

7/2/08  
Blogger osátiro said...

Toino: isso de auto-classificar em progressista é muito narcísico....

7/2/08  
Anonymous toino do campo said...

pois é narcísico,sátiro. Ou antes, pois será.

E isso de hetero-classificar em adjectivos com aspas e reprovar as hetero-lições (de humanidade e outras, também com aspas), isso também tem nome: chama-se moralismo.

E, se o sátiro não sabe o que é, diga, que eu, que também sou de dar lições destas, com aspas ou sem elas, eu explico. Se acha que sabe, tenha cuidado, não vá isso ser também coisa de narcisismo e cair-lhe a mancha no fato.

7/2/08  
Anonymous toino do campo said...

Ó VA, as religiões são todas iguais. A única diferença entre elas é umas serem mas iguais do que outras.

7/2/08  
Anonymous toino do campo said...

no meio de tanta religião, fugiu-se-me o "i". Queria dizer "umas serem mais iguais do que outras".

7/2/08  
Blogger osátiro said...

Toino, podes chamar moralismo: o que me interessa é que corresponde à verdade.

8/2/08  
Anonymous Anónimo said...

...escreva-se Humanidade assim e não com minúscula.

qualquer tipo de guerra poderá ser classificada como uma forma de terror(ismo). há o terror soldadesco, em que as partes se encontram, armadas até aos dentes e que sabem ao que vão, e depois há o outro cujo factor surpresa, incidente sobre inocentes, que podem ser os toinos, os osátiros os eu as vítimas. estes mais imediáticos, mais desprevenidos, mais sem direito a protesto. indefesos. é isso que marca a diferença. e quando isso acontece, não interessa aos visados de que lado é que a coisa cai. e mesmo que se soubesse, de que serviria?

e se os fins são similares, o mesmo não se pode dizer dos meios. que me parece ainda existir uma diferença entre o radicalismo que permite que um ser menor, porque deficiente, seja utilizado no acto acima descrito e um outro, de patriotismo, que permite e obriga a que se treinem soldados para combater...

talvez porque existam também formas mais dignas de se morrer do que outras.

dm

8/2/08  
Blogger osátiro said...

Dm excelente veia literária...

8/2/08  
Anonymous Anónimo said...

mas com conteúdo, espero. :)

dm

9/2/08  
Anonymous Anónimo said...

Como sempre, o Bush é sempre o culpado de tudo e tem sempre as costas largas...No entanto quem São os monstros que armadilham as crianças, as doentes mentais com bombas suicidas? Foi o Bush?
Ou Foram os Iraquianos?...Que Passam o tempo todo em guerra civil, a matarem-se uns aos outros...
Acho mt bem a intervenção dos países Ocidentais para tentar travar um povo que em termos de civismo, ainda funciona como nos tempos dos bárbaros!
Há que travar a guerra civil do iraque, há que travar o fundamentalismo islâmico!
Apoio 100% a intervenção Ocidental no País, se é q aquilo se pode considerar um País...

26/2/08  

Enviar um comentário

<< Home