26.11.08

A China e a Crise Financeira

Desde o verão que os media nos bombardeiam com a crise de Wall Street, colapso do capitalismo USA, erros de W.Bush em oito anos...
Esquecem, claro, que Bill deixou a economia USA a crescer pouco acima de 0% e foi W.Bush que lançou a retoma.
Mas o mais flagrante é o "esquecimento" de que o Mundo vive praticamente da boa saúde económica das famílias USA: China, Japão, Alemanha/UE, Coreia do Sul têm as economias orientadas para a exportação. Precisam que os cidadãos USA tenham poder de compra para os produtos fabricados nesses países. Que por sua vez, compram aos mais pequenos, como Portugal.
O caso da China é paradigmático: praticamente nem se ouve falar de crise, como se ela só existisse nos USA (intenção de culpar W. Bush), depois UE, mas nada da China.
O problema da China é mais grave porque as exportações vivem da mão de obra barata, e não há segurança social, ou é muito rudimentar.
A crença do Governo Comunista de que o progresso do País era imparável(embora à custa das exportações para USA e UE), sem cuidar de atribuir poder de compra, direitos sindicais e segurança social aos seus trabalhadores, teve consequências graves para o seu Povo: segundo a agência "Asianews", há milhões de desempregados que assaltam sedes do Governo e do Partido, manifestações constantes de milhares brutalmente reprimidas...
Nada disto se noticia pelo Ocidente: só interessa bater na capitalismo USA e em W. Bush.
Podem consultar aqui, aqui e aqui.

Etiquetas: ,