14.5.08

dá-me o teu colo...




dá-me o teu colo.

que sonho tão bom!

recuo na minha dor e esqueço a facilidade tentadora.

nada se compara à tua Paz, à tranquilidade do teu cheiro,

ao calor das tuas mãos.


o teu braço puxa-me, acolhe-me, entrego-me, fundo-me...

lês em mim com a vontade que não escondo e

folheias-me, devoras-me, repaginas-me...


carícias nos teus olhares, procura nas palavras

do amo-te que nunca disse.

ergo-me para a tua boca para que não perguntes.


para quê uma palavra se me tens em plenitude?

Etiquetas:

4 Comments:

Blogger Maritza said...

De poema en poema voy aprendiendo portugues
abraco

14/5/08  
Blogger vida said...

Olá...que lindooo!
Em meio à tantas notícias tristes,
falar de amor, nos faz renascer, e nos dá a certeza, de que ainda podemos vencer.
Um beijo carinhoso, Deus esteja contigo

14/5/08  
Blogger Ana Martins said...

Simplesmente maravilhoso.De que servem mil palavras se os gestos e os olhares podem dizer tudo...
Felizmente que neste mundo de desgraça,egoismo e dor ainda há quem fale de amor.
Parabéns.

17/5/08  
Blogger Mr. Fart said...

Muito bonitos seus versos, Vitor, parabéns.

20/5/08  

Enviar um comentário

<< Home