30.7.10

A "Bagunça" do Freeport.

Com grande alarido, indisfarçável suspiro e a dose habitual de sectarismo, a maior parte da comunicação social noticiou o "fim" do processo "Freeport" com a "salvação" de Sócrates e a pronúncia de apenas dois arguidos.
Claro que os pontos obscuros (para não dizer demasiadamente claros...) são muitos, desde a movimentação de dois milhões de Euros, depósitos e levantamentos de milhares de Euros em "cash", a alteração apressada em cima do acto eleitoral de 2002 do regime jurídico da ZPE do Estuário do Tejo para permitir a construção, a hilariante e inacreditável recusa de construir um cemitério no local por "AUMENTAR A DENSIDADE HUMANA" (coisa que um centro comercial não faz...), enfim, um sem número de indícios bem fortes de que todo o processo está eivado de ilegalidades no âmbito criminal ao mais alto nível.
Provavelmente, tudo isto deve ter contribuído para Cândida Almeida ter garantido já que o processo podia ser reaberto:
A mesma Cândida que foi a melhor empresa de marketing de Sócrates em 2009 (juntamente com o PGR) ao realizar conferências de imprensa quase diárias garantindo a "inocência" de Sócrates.
E que defendeu a exclusão do processo do célebre vídeo em que Sócrates era acusado de ter recebido luvas...
Como se isso fizesse desaparecer a realidade no melhor estilo stalinista...ou o vídeo se evaporasse... e os factos lá descritos nunca tivessem acontecido...e a História fosse reescrita.
Sócrates tem razão: A VERDADE VEM AO DE CIMA

Etiquetas: , , , ,