25.6.08

Egipto Proíbe Excisão

O Parlamento do Egipto aprovou uma Lei que proíbe a excisão do clítoris e o casamento antes dos 18 anos, tentando acabar com "regras" islâmicas de mais de mil anos.
Os casamentos de raparigas-crianças (vindos à luz do dia no Yemen) deve ter "iluminado" os legisladores, talvez envergonhados com estas maravilhas da civilização corânica ( Maomé casou com uma mulher de 9 anos)-que, por norma, não constam da "objectividade jornalística" em Portugal, feita, como é óbvio, por seres progressistas.
Grupos radicais islâmicos egípcios já manifestaram total desacordo com esta lei retrógrada, nomeadamente a "Irmandade Muçulmana".
A Lei prevê penas de prisão entre 3 meses e 2 anos e multas até 940US$ para qualquer implicado(a) em casos de excisão genital feminina.
Há práticas piores como a infibulação sofrida por Ayaan Hirsi Ali: excisão do clítoris e dos pequenos lábios, os grandes lábios são cortados, aproximados e suturados com espinhos de alcácia, ficando uma abertura minúscula necessária para o escoamento da urina e menstruação.O orifício é mantido aberto por um filete de madeira, a vulva desaparece, substituída por uma dura cicatriz.
Esta "alteração fisiológica" é mantida até ao casamento.

Entretanto, os radicais islâmicos continuam, no Egipto, a destruir edifícios e perseguir e matar cristãos cooptas: não admitem culturas diferentes da sua "civilização", como se pode constatar:
http://www.marthacolmenares.com/2008/06/23/islamistas-continuan-asesinatos-a-cristianos-en-egipto/.
Pormenores que não merecem ser notícia nas TVs!

Etiquetas: , , ,

8 Comments:

Anonymous Martha Colmenares said...

Hola Osátiro, no se si viste, que hay un reconocimiento para ti en mi Blog.
Bueno, ya se pudo resolver el daño que me causaron en la base de datos. Seguimos en contacto, y la pregunta que me haces de Ferrer, tienes que especificarme por favor, cual era su blog, realmente no sé de quien se trata.
Un abrazo, Martha

25/6/08  
Blogger Mariz said...

Salvé!
Mas não é só agora que essas atrocidades se fazem em nome dos costumes e das religiões castradoras em todo o sentido. diga-me se não é a mulher o ser mais sofredor, desgastado de humilhações e de outras tantas coisas mais, no mundo inteiro? Se a Eva não tivesse comido aquela apelativa maçã nada disto ainda se faria em pleno 3º milénio.
Eu não gosto muito de me expressar nestas realidades até porque estudei muito ao longo destes últimos 10 anos e despertei á custa de uma situação de pós-mortem...divina, ou divinal, se preferir. Não sei se acreditará nisto que lhe vou escrecer: mas todos antes de para qui virmos, para esta escola chamada planeta terra - agora moribundo - escolhemos nascer em determinado local, conviver com determinadas pessoas, escolhemos família, amigos, etc. Todos, mas todos sem excepção são os espelhos que temos de nosrever a fim de daermos um passo mais além...e não só. Há uma Lei Universal que todos sem excepção estão sujeitos que é chamada de Causa e Efeito ou lei do karma ou ainda do eterno retorno. Simplificando e dando como exemplo há um provérbio que diz: cá se fazem..cá se pagam.
Tem aqui portanto não só a indignação de tudo o que venho sabendo, ao londo dos anos, porque sempre fui uma mulher atenta e capaz de olhar em redor e ir em auxílio dos que mais sofrem, mas ainda alguém que despertou consciencialmente e que sabe o porquê das coisas e tenta não se apegar demasiado, para assim não sentir tanto o peso da dor...dos outros!
Até...
Fique bem

Mariz

ESPAVO! - como em MU

26/6/08  
Blogger Sex e Magra said...

Olá, vc me visitou e vim retribuir!!! Sabe que gostei muuuuito disso aqui? Vc é português??? Voltarei seempre! Obrigada pela visita e não sei se sua frase foi séria ou sátira em meu blog, mas mesmo assim, gostei daqui...rs

Até

26/6/08  
Blogger mariam said...

quando se trata de mudar tradições ancestrais (mesmo aberrantes como estas), (ou ainda de barbáries com animais), que vão para além da religião, estão "entranhadas" na prática comum dum país/região, demorará muito a serem alteradas, neste caso, a questão é que as próprias mulheres (mesmo sendo vitimas) demoram a mudar as suas próprias consciências...Ásia, África,...
e até n`alguns recantos desta ponta da Europa, certos procedimentos,não serão tão bárbaros, mas nem por isso menos graves, de violência doméstica continuam calados por muitas mulheres, por medo, por vergonha ou pior ainda porque a "tradição" lhes diz "aguenta e cala"....

uma pena os "media" divulgarem tão pouco... realmente notícias como "o sapato que a noiva perdeu no dia do casamento com seu remarido ...... no casamento do século, Porto" são muito mais fantásticas! vi o "raio" da notícia em quase todos os jornais! LOL

desculpe o alongamento...não é costume, mas apeteceu-me
um sorriso :)


ah! pois, se calhar deu-me um bocadinho de resposta à minha questão "blog"

26/6/08  
Blogger Ecclesiae Dei said...

Já era hora dessa mudança. Que essa seja a primeira de muitas nessa religião tão diversa da nossa, e que faz tantos sofrerem.

26/6/08  
Blogger osátiro said...

Mariz, muito interessante essa sua vivência de situação post mortem.
Gratos por a compartilhar conosco; esperamos mais notícias suas.

26/6/08  
Blogger osátiro said...

Mariam, pode-se alongar á vontade: os seus conhecimentos são bem-vindos.
Todos aprendemos com certeza.

26/6/08  
Blogger AcidStorm said...

Não gosto de Fanatismo.. torna-se uma doença que contamina as pessoas de uma forma devastadora.

Um abraço.

26/6/08  

Enviar um comentário

<< Home