26.6.08

Ainda o problema da energia

O post anterior refere a dependência que o mundo tem em relação ao petróleo e aflora a possibilidade de se procurarem energias alternativas. Hoje, o presidente da OPEP reafirmou a convicção de que o preço do crude não baixaria e admitiu, até, que o preço do barril possa atingir os 150 dólares a curto prazo. Os países mais dependentes do petróleo devem pensar seriamente em energias alternativas. E, com o avanço tecnológico e o nível de segurança que lhe está associado, na energia nuclear. Sem o preconceito ideológico e arcaico dos anos setenta...

Etiquetas: ,